Posts com Tag ‘jogos’

Uma pesquisa decidiu comprovar a veracidade de uma das maiores incógnitas da tecnologia: o vício em games. Você certamente já deve ter sido chamado de viciado em algum momento de sua vida, mas certamente nunca soube que a acusação estava correta. De acordo com um relatório publicado pelo Translational Psychiatry da Nature, o cérebro de um gamer funciona exatamente como o de um adicto.

O relatório aponta um maior desenvolvimento da área relacionada ao sentimento de recompensa. Quando esse estímulo acontece, uma quantidade maior de dopamina – hormônio responsável pelo prazer e pela satisfação – é liberada no organismo, de modo semelhante ao que ocorre com a maioria das pessoas que possui algum tipo de vício.

Além disso, o estudo mostra outros resultados interessantes. No grupo de 154 crianças de 14 anos submetidas a um exame de ressonância magnética, foi constatado que os jogadores mais ativos possuem também um desenvolvimento maior da região do cérebro que controla a noção de vitória e derrota, além de serem mais maleáveis na hora de realizar ou não trapaças.

Fonte: www.tecmundo.com.br

Anúncios

Efeitos tridimensionais para computadoress possibilitarão cenário mais sombrio do que Arkham Asylum.

asdas

A edição britânica de outubro da revista PC Gamer detalha algumas novidades presentes emBatman: Arkham City. Os pontos mais importantes são a confirmação do suporte 3D e o aprimoramento dos efeitos da tecnologia PhysX para a versão de PC do game da Rocksteady.Algumas partes da reportagem foram postadas no fórum oficial britânico de Arkham City. Segundo a revista inglesa, graças aos deslizamentos em elevadas altitudes e aos mergulhos do “morcegão”, os efeitos de profundidade 3D possibilitaram o título parecer mais sombrio do que já era anteriormente.

Mr. Freeze

E as novidades sobre o vindouro game não param de sair. Depois dos anúncios de Pinguim,Bane e Mulher-Gato, agora é a vez de um trailer revelando a participação do gélido vilão Mr. Freeze. Confira o vídeo abaixo.

Batman: Arkham City tem previsão de lançamento no dia 18 de outubro para Xbox 360, PlayStation 3, PC e futuramente Wii U

baixakijogos.com.br

As mulheres mostraram que possuem uma verdadeira paixão por games. Em uma recente pequisa inglesa, foi revelado que elas gostam mais de videogame do que sexo.

Com surpreendente 84%, as mulheres disseram que preferem colocar as mãos em um joystick em vez de um rapaz. E isso venceu o resultado de outra pesquisa que, com 70% dos votos, elas escolheriam sexo no lugar de uma noite com seu console favorito.

Essa pesquisa foi realizada pela Doritos para divulgar seu novo game para Facebook, Doritos Dip Desperado. O gerente de marketing da empresa, Hugo Amos, declarou: “Games sociais e móveis são muito populares, e como essa pesquisa revela, tanto por homens quanto por mulheres”.

Fonte: http://www.techtudo.com.br

 

O Twitter está procurando novos meios de melhorar os negócios, e, além de atuar na venda de publicidade na rede de microblogs, o CEO da empresa, Dick Costolo, deu uma dica do que pode vir por aí: um serviço de jogos.

“Pense em uma Zynga para Twitter”, disse em entrevista ao New York Post, referindo-se ao estúdio responsável por jogos como FarmVille no Facebook.

Costolo está aos poucos ajudando a desenvolver o modelo de publicidade no Twitter, como, por exempo, as ofertas de tweets pagos. O Twitter deve conseguir US$ 150 milhões com publicidade esse ano, segundo o eMarketer.

“Estamos trabalhando com vários aplicativos de terceiros para tentar acelerar a valorização deles e fornecer um conjunto completo de serviços, como a gestão de relacionamento com clientes”afirmou Costolo.

 

Fonte: olhardigital.com.br

O que são Frames por Segundo?

Publicado: 21/06/2011 por __PiTy em Geral, Manuais, Opinião, Videos
Tags:, , , ,

Saiba como esse termo tão falado entre os gamers foi criado, além da sua importância na exibição de imagens em movimento.

Os gamers de plantão certamente já devem ter ouvido, ou até usado muito esse termo. Para muitos, é apenas um número técnico e sem importância. Para outros, é um verdadeiro termômetro que mede o desempenho de seu equipamento ao rodar um jogo ou um vídeo de alta qualidade. Vamos conhecer um pouco mais sobre o famoso FPS: Frames por Segundo.
A composição das imagens
Por trás de toda a ação e o movimento que você vê em qualquer tipo de vídeo, incluindo nos games, existe um truque que transforma imagens paradas em imagens animadas. A ilusão que nosso cérebro interpreta como movimento é feita exibindo-se vários quadros consecutivos em um curto período de tempo.
Isso pode ser facilmente experimentado desenhando-se várias figuras ligeiramente diferentes em um bloco de notas e, em seguida, passando-as rapidamente na frente de seus olhos. O objeto ficará “animado”. O mesmo ocorre com o cinema, mas, em vez de desenhos, temos fotografias dispostas em uma fita semitransparente, chamada de filme.
asdsad
Quanto mais desenhos (ou “frames”) forem exibidos no mesmo período de tempo, mais natural é a ilusão de movimento. Foi padronizado que o tempo de 1 segundo deveria ser usado como parâmetro, nascendo assim, o termo “Frames por Segundo”.

Quanto mais, melhor?

Durante muito tempo a indústria cinematográfica usou a definição de 24 frames por segundo para mostrar filmes com fluidez satisfatória, alegando que nossos olhos não conseguiriam ver diferença com taxas mais altas. Hoje sabemos que isso está longe de ser verdade.Uma pequena demonstração neste site deixa clara a diferença entre várias animações iguais exibidas em taxas de 15, 30 e 60 FPS. Perceba que, no primeiro, o movimento existe, mas é pouco fluido e parece deixar rastros. Já a animação no segundo quadro é bem melhor, com uma boa fluidez. O último roda com uma taxa de 60 FPS e, praticamente, não deixa rastros no caminho da figura.
O padrão na maioria das obras cinematográficas hoje é de 30 frames por segundo. Já nos games, foi convencionado que a taxa de 60 FPS é a ideal para transmitir a experiência de maneira satisfatória. Isso por que, diferente dos filmes e da TV, o jogador não está apenas assistindo a um vídeo, mas também interagindo com ele.
Enquanto você está jogando um vídeo game, você espera que as repostas para os comandos apareçam na tela imediatamente, em tempo real. Para isso, uma boa taxa de FPS é fundamental.

Haja hardware para aguentar

Apesar de ser o ideal, mostrar a ação nos jogos a uma taxa de 60 FPS não é nada fácil: quanto mais frames forem exibidos por segundo, maior o trabalho da placa de vídeo para conseguir “desenhar” eles a tempo.

asdsad
Isso se torna mais difícil ainda com as altas resoluções da imagem que temos hoje, além da qualidade dos gráficos que vemos nos video games de última geração. Em outras palavras: os “desenhos” não só são mostrados mais rapidamente, mas também ficaram maiores e com mais detalhes.
Sendo assim, a capacidade de processamento do computador, ou do console, quase sempre é o limitante para a taxa ideal, exigindo que os programadores saibam equilibrar a qualidade pretendida com o hardware disponível, o que nem sempre é possível. Por isso, o mínimo de 30 FPS é geralmente o “normal” de muitos jogos.

Quando o hardware falha em produzir a imagem no tempo certo, o que vemos são aquelas lentidões irritantes, com o vídeo truncado e com pausas instáveis. Isso se torna ainda mais evidente quando uma cena de ação intensa acontece repentinamente, ou quando o personagem sai de um túnel pequeno e escuro e entra em um cenário grande e cheio de vida, fazendo variar muito a taxa de FPS.Por esse e outros motivos que a maioria das produtoras prefere sacrificar um pouco do FPS para dar ênfase em outros aspectos do jogo, como a qualidade da textura. Além disso, algumas técnicas, como o “Motion Blur”, conseguem driblar um pouco essa fraqueza, dando a impressão de que a imagem está fluida, apesar de estar rodando a um FPS baixo.

Tudo tem limite

Existem “gamemaníacos” que usam a taxa de frames por segundo para competir, uma forma de comparar quem tem o hardware capaz de executar os jogos “mais pesados” com o FPS mais alto possível. Existem programas, como o FRAPS, que podem ajudar nessa tarefa, mostrando o FPS em tempo real.
Mas vale lembrar que, além da capacidade de processamento, a taxa de atualização da tela também é importante. Monitores de computadores e HDTVs geralmente tem uma taxa limitada a 60 FPS. Por isso, mesmo os jogos que conseguem rodar acima disso não serão exibidos além do limite do monitor, podendo até ocasionar problemas, caso do “Screen Tearing”.

sds

Esse fenômeno ocorre quando existem diferenças entre o FPS do monitor e o vídeo sendo gerado, causando aquelas linhas horizontais que parecem quebrar o vídeo por um breve momento.
Para evitar que isso aconteça, existe uma opção nas configurações avançadas da maioria dos jogos, chamada “V-Sync” (ou sincronia vertical). Isso faz com que o processamento de vídeo que está acontecendo a 75 Hz, por exemplo, aguarde que o frame seja gerado por completo antes de mandar para a tela, forçando a placa de vídeo a desacelerar o processamento para não passar do limite de 60 Hz imposto pelo monitor.
É importante lembra que essa opção só deve ser ativada para corrigir o problema de “screen tearing”, já que forçar a sincronia de vídeo pode causar queda no desempenho. Se a exibição em seu monitor estiver normal, mantenha o “V-Sync” desativado.

Além dos 60 FPS

Algumas TVs de alta definição modernas possuem recursos para exibir vídeos a uma taxa de 120, ou até 240hz. Mas como são poucas as fontes de vídeos que suportam essa frequência, essas TVs usam um truque para duplicar os 60 FPS normais, criando um frame temporário entre cada quadro recebido e incrementando a imagem na tela.

asasasasasasas
Cada fabricante possui sua própria tecnologia para aumentar o número de frames (como o “Motion Flow” da Sony e o “TruMotion” da LG), mas, no geral, todas usam o mesmo método. Apesar de propor um aumento na fluidez, muitas pessoas podem não se acostumar muito bem com a sensação de assistir as imagens aceleradas, motivo pelo qual esse recurso geralmente permanece desligado.

tecmundo.com.br


http://www.bacanaus.com/

O que você precisa saber é que, em computadores montados para os melhores jogos da atualidade, é necessário escolher muito bem cada uma das peças que vão compor a sua configuração. Afinal, os jogos modernos exigem cada vez mais recursos do equipamento, pois sempre utilizam as mais modernas tecnologias para conquistar o jogador.

Portanto, se você está pensando em montar um computador especificamente para se divertir nos mundos virtuais, já tenha em mente que você vai precisar investir alto em cada uma das peças para criar a máquina que tornará seus sonhos realidade.

Jogos como Crysis II – uma referência em qualidade gráfica de games para PC – assim como Shift 2, Dragon Age 2 e Street Fighter 4, ou jogos de MMO (jogos online para múltiplos jogadores em massa) como Call of Duty: Black Ops ou Left for Dead 2, exigem processadores topo de linha, vários gigabytes de memória RAM disponível, e ainda uma placa de vídeo dedicada com uma configuração poderosíssima. Se tudo isso não estiver bem alinhado, sua diversão pode se tornar um terror.

4

Além disso, processador, memória e placa de vídeo não são os únicos componentes com os quais você deve se preocupar. Cada mínimo detalhe é muito importante na hora de montar um computador desses. Falaremos sobre cada um a seguir:

Placa-mãe
3

A placa-mãe será a base para receber os componentes do computador que você está montando. Nela, você encaixará o processador, as memórias, a placa de vídeo (ou placas de vídeo, já que pode-se utilizar mais de uma), discos rígidos, unidade de leitura ótica (DVDs e Blu-rays) e outras placas externas. Portanto, atente-se na hora de escolher a placa-mãe correta, pois ela deve combinar perfeitamente com os demais componentes que você pretende comprar, como por exemplo, com a velocidade das memórias e o soquete usado pela CPU.

Deve também ser observada a quantidade de slots PCI Express e a sua velocidade. Placas de vídeo atuais podem ocupar até 2 desses slots e exigir uma velocidade de 16x para operarem em sua capacidade máxima. Há ainda a possibilidade de se usar mais de uma placa de vídeo em um mesmo computador, portanto, sua placa-mãe deverá ter uma quantidade de slots compatível com a quantidade de placas de vídeo que você deseja usar.

Processador
6

A afirmação é clichê, mas não custa lembrar de que o processador será o cérebro do seu computador. Se ele não acompanhar o desempenho dos demais componentes, o seu investimento não fará sentido. Portanto, escolha um bom processador, de preferência, dentre os modelos topo de linha, não importando qual a fabricante.

Existem modelos de processadores que são voltados para uso em netbooks ou computadores para usos mais simples, como navegação na Internet e edição de documentos de texto. Fuja deles. Escolha um processador que possua uma boa quantidade de memória Cache – um tipo específico de memória que fica alocado dentro do processador, e faz uma enorme diferença na velocidade –, possua mais núcleos, e que seja específico para desempenhar tarefas pesadas, como edição de imagens e, obviamente, jogos.

Em relação às fabricantes, atualmente podemos optar entre a Intel e a AMD. Ambas possuem processadores muito poderosos e competem páreo a páreo no quesito inovação tecnológica dos seus chips. Portanto, a escolha da marca será sua. Apenas lembre-se de que cada fabricante exige um modelo específico de placa-mãe, devido ao encaixe do soquete. Então, verifique se a placa-mãe que você está escolhendo será compatível com o processador.
Para jogar Crysis II, por exemplo, o jogador não poderá nem pensar em investir em um processador menos poderoso que um i5, da Intel, ou um Phenom X4 da AMD. Esses são alguns dos processadores mais modernos que essas empresas fabricam hoje.

Memória
4

Você escolheu um poderoso processador, de altíssimo clock e vários núcleos, e uma placa-mãe cheia de tecnologia. Então, deverá colocar memória suficiente para acompanhar tudo isso, ou senão, será como você ter uma Ferrari sem uma boa estrada para rodar com ela. Afinal, o processador precisa de memória para usar todo seu potencial, assim como a Ferrari precisa de uma boa e longa estrada para acelerar até sua velocidade final.

Mas não é apenas com a quantidade de memória que você deverá se preocupar. A velocidade com a qual ela processa os dados é tão importante quanto a quantidade de Gigabytes que você irá colocar. Se o processador que você escolheu se comunica com a placa-mãe a 1333 MHz, então a memória também deverá suportar essa velocidade. Se você instalar uma memória que opera a uma velocidade menor que essa, então tudo funcionará nessa velocidade menor e você jogará seu dinheiro no lixo.

Outra questão importante em relação às memórias é em relação ao resfriamento das mesmas. Como você está montando um equipamento de altíssimo desempenho, ele certamente aquecerá bastante quando estiver em pleno uso. Então, capacidade de dissipar essa temperatura será mais um detalhe com o qual você terá que se preocupar. Existem modelos de memória que possuem um dissipador de alumínio incorporado a elas, que ajuda do resfriamento e na manutenção do desempenho e da vida útil delas, e por isso são mais recomendadas nessa situação.

Quanto à quantidade de memória, verifique os requisitos necessários para rodar os games que você pretende jogar. Alguns podem precisar de menos ou de mais memória. Poderíamos orientar você a colocar 10, 12 ou mais GBytes de RAM, mas dependendo do jogo que você for jogar, isso pode ficar superestimado e você nunca usar toda a memória que possui. Portanto, o ideal é instalar a quantidade necessária, e caso precise, fazer apenas um upgrade de memória depois, já que não é difícil adquirir e instalar um novo pente. Mas pense em começar com, no mínimo, 4 GBytes.

Placa de vídeo
6

Certamente, o componente mais importante dentro de um computador destinado a jogos. A placa de vídeo também é conhecida por GPU (Graphics Processing Unit, ou unidade de processamento gráfico). Se você está montando um computador com essa finalidade, não pode em hipótese alguma cogitar a possibilidade de dispensá-las. E se você optar por usar uma placa embutida na placa-mãe (placa on-board), o seu destino será o de jogar Tetris e Pac-Man num emulador de 8 bits.

Esteja certo de que você precisará de uma GPU dedicada, afinal, como jogos têm como principal característica os gráficos, eles exigem uma grande capacidade do computador de processar essas imagens de forma rápida.

Existem muitos modelos de placas de vídeo no mercado, com diversas quantidades de memória e variados clocks, mas as fabricantes dos chips são basicamente NVidia e ATI. Assim como qual marca você escolherá para seu processador, a marca da placa de vídeo é questão de opção, pois não há grande diferença no desempenho em relação a elas.

Você deve sim se preocupar com a quantidade de memória dedicada da placa e com o clock, dependendo do tipo de jogo você deseja jogar. Se seu objetivo é em jogar MMOs pela Internet com os amigos, talvez você não precise de uma placa de última geração, com uma quantidade absurda de memória, afinal, nem sempre jogos assim possuem gráficos estupendos. Mas se o jogo que você quer tem gráficos perfeitos e exige o máximo de poder da GPU, invista na melhor placa de puder. Para jogar o mais novo Need for Speed ou Crysis II, você vai precisar de uma placa de vídeo com, pelo menos, 2 GBytes de RAM, seja ela da ATI ou da NVidia.

Alguns modelos de GPU usam 2 slots PCI Express, tamanha sua necessidade de se comunicar o mais rápido possível com a placa-mãe e o processador. Então, como dito no tópico sobre a escolha da placa-mãe, escolha aquela que possua a quantidade de slots disponíveis com a que você precisará para plugar sua placa de vídeo (ou placas de vídeo, já que é possível utilizar mais que uma para obter um desempenho ainda mais poderoso de gráficos).

Disco rígido
4

Jogos sempre ocupam bastante espaço em disco após sua instalação no PC. Por isso, vocêprecisar de bastante espaço em disco, principalmente se pretende ter vários jogos instalados. E, como durante o jogo, vários dados são buscados do disco, para evitar qualquer lentidão nesse processo é ideal que seu HD possua uma velocidade de resposta alta.

Atualmente, temos a opção dos discos rígidos SSD (Solid State Drives), que são discos rígidos que usam a mesma tecnologia que pendrives, por isso são bem mais rápidos na busca, leitura e escrita de dados. Porém, esses discos são bem mais caros e, normalmente, possuem bem menos espaço que um disco rígido tradicional. Enquanto encontramos discos rígidos tradicionais com 1 TByte ou mais de espaço, os discos SSD costumam ser encontrados com aproximadamente 100 GBytes.

Uma boa sugestão para investir certo é adquirir um disco SSD e um outro tradicional, mas com mais espaço. Assim, você poderia usar o SSD para aqueles jogos que costuma jogar mais, ou são mais pesados, e os demais jogos você instalaria no HD comum. Se seus jogos não são tão pesados, um HD comum com um bom espaço físico já te atenderá perfeitamente.

6

Drive ótico

Jogos normalmente vêm em mídias óticas, como DVDs e discos Blu-ray. Portanto, não se esqueça de escolher um leitor ótico, mas que também seja capaz de gravar discos, para o caso de você desejar fazer uma cópia para guardar (não há ilegalidade em fazer cópias de backup para consumo próprio) ou fazer backup dos seus jogos salvos.

Fonte de energia
5

Você está montando seu PC com apenas peças de primeira linha. Então, a energia que alimentará toda essa potência precisa ser de primeira linha também. Você não colocaria qualquer gasolina na sua Ferrari, certo? Ela merece um combustível aditivado e de procedência garantida.

A mesma coisa acontece com a energia elétrica do seu PC. Não adianta nada investir em um belo processador, uma excelente placa de vídeo, velozes memórias, mas instalar uma fonte de alimentação que não é capaz de fornecer a energia necessária para isso. Fontes de energia comuns costumam variar a potência fornecida aos componentes do seu computador, podendo causar mau funcionamento e até mesmo queimá-los. Além disso, elas nunca cumprem o que prometem: se a potência nominal é de 500 watts, pode ter certeza de que elas nunca chegarão a isso.

Por essa razão, pegue uma “fonte de potência real”, que são fabricadas com componentes elétricos de qualidade – coisa que você pode sentir segurando uma fonte comum e uma fonte de valor real nas mãos, onde verá que a real é bem mais pesada e robusta – além de garantir a potência nominal. Algumas delas são capazes de ajustar a potência de acordo com a demanda. Por exemplo, se você está apenas fazendo uma pesquisa na Internet, ela ajustará para um consumo menor de energia, já que isso não demanda muitos recursos de processamento. Mas, enquanto você estiver jogando, a potência será ajustada para funcionar com sua capacidade máxima.

Quanto à potência necessária para a fonte, tente verificar nos manuais dos componentes quanto de potência eles precisam. Normalmente isso vem bem especificado, principalmente nas placas de vídeo.

Gabinete
6

Tenha uma coisa em mente: sua máquina, com todas essas peças, esquentará muito. Se você prender tudo isso em uma caixa de fósforos, ela vai pegar fogo (sem trocadilhos). Então, escolha um gabinete espaçoso com ventoinhas que ajudarão na circulação do ar.

Existem diversas marcas especialistas em desenvolver gabinetes específicos para computadores de gamers. Todas elas produzem caixas bem arejadas, com ventoinhas espalhadas por todos os cantos, e até mesmo controles externos para você ligar, desligar ou ajustar a velocidade de rotação desses ventiladores (apesar de existirem também gabinetes que fazem esse ajuste automaticamente, de acordo com a demanda de processamento).

Em relação ao visual dos gabinetes, muitos possuem luzes de neon, partes transparentes, desenhos etc. Isso se trata apenas de uma questão de estética, pois nada disso fará diferença no desempenho final da máquina. Escolha aquele que te deixe mais à vontade.

Teclado e mouse
6

Sim, a dupla teclado e mouse é muito importante para os gamers. Afinal, são eles quem farão a comunicação entre as ações do jogador e o jogo. Se eles não responderem com precisão, isso poderá ser fatal (dentro do jogo, claro).

Existem no mercado teclados e mouses desenvolvidos pensando diretamente nos jogadores. Mouses com diversos botões extras e teclados com teclas posicionadas para uma ação mais rápida na hora da necessidade. A marca Razer é especialista nesse quesito.

Monitor
8

Gamers costumam investir alto em monitores. Estão certíssimos, pois é para ele que ficarão olhando o tempo todo enquanto jogam. Um monitor com uma boa qualidade de imagem e uma tela com um tamanho que permita ver todos os detalhes dos mundos virtuais é imprescindível. Mas como placas de vídeo atuais costumam vir com diversas saídas HDMI e DV-I, e não apenas a VGA padrão, pode-se cogitar usar uma TV para se divertir com os jogos no PC na sala da casa.

Conexão com a Internet

Nem precisa avisar que, se o seu objetivo é se divertir online com um MMO, você precisará de uma boa conexão com a Internet. Até mesmo para jogos que não são online, uma conexão é importante, pois muitos necessitam instalar pacotes de atualização grandes, o que pode gerar uma longa espera se a sua conexão for pequena.

Se você não quer passar raiva com lag (travamento no jogo devido à demora para carregar os dados) durante o jogo, esqueça os modems de conexão via 3G, pois esse tipo de conexão é muito instável. Invista em uma conexão DSL ou via Cable Modem.
8

Sistema Operacional

Sim, o sistema operacional é tão importante em um computador para jogos quanto qualquer componente de hardware. A começar pela definição entre uma versão de 32 ou de 64 bits do sistema. Se a quantidade de memória a ser instalada é maior que 3,2 GBytes, é obrigatório que o sistema operacional seja de 64 bits, pois os sistemas de 32 bits não reconhecem mais que essa quantidade.

Outra coisa importante sobre o S.O.: jogos modernos requerem o DirectX 11, que só é disponível para as versões Vista e 7 do Windows.

Conclusão

Montar um PC específico para games pode ser uma tarefa nada fácil. Tudo depende do tipo de jogos que você pretende ter instalado para se divertir. O que o jogador deve ter em mente é que ele terá que investir alto, muito mais alto do que uma pessoa que quer um computador apenas para navegar em sites.

O valor que será investido também varia de acordo com os jogos desejados. Pode-se ter um bom computador, que roda uma boa leva de games legais, gastando menos que R$ 2.000. Mas também, pode ser necessário gastar mais de R$ 10.000 para ter a melhor máquina para rodar os games mais quentes da atualidade. Tudo vai depender de quanto você tem no bolso.

Mas, como no mundo da tecnologia tudo muda muito rápido, um computador que hoje representaria o máximo em capacidade para games pode ficar obsoleto dentro de poucos meses, pois novos produtos são lançados quase que diariamente. Por isso, não nos prendemos em especificar modelos de placas e componentes nesse tutorial.

Fonte: techtudo.com.br

A Alienware é uma marca de computadores criados sob medida para aquelas pessoas que são totalmente viciadas em jogos. Eles são grandes, pesados, contam com vários detalhes em vermelho, telas enormes para notebooks e configurações que deixariam qualquer PC desktop com inveja.

Os últimos rumores apontavam para um novo Alienware com uma tela de 18 polegadas, e eis que ele finalmente apareceu no Canadá. O Alienware M18x pode ser visto no site da Dell do Canadá, e tem um design bem parecido com o modelo anterior M17x, que tem 17 polegadas.

Como já era de se esperar, a sua configuração não é nada modesta, e o M18x vai contar com um processador Intel Core i7 de 2,8GHz, 4GB de RAM DDR3, disco rígido com 320GB de capacidade e uma placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 460M. Com estas especificações, o M18x deverá custar cerca de US$ 2.000 (lá fora). Mas, se você precisar de mais desempenho, também pode optar por um processador de 3,4Ghz, 8GB de memória, 750GB de disco rígido e uma placa de vídeo dual AMD Radeon HD 6970M, o que custa mais US$ 1.000 dólares sobre o preço informado acima.

A tela de 18,4 polegadas do Alienware M18x tem resolução FullHD (1080p) e o sistema operacional é o Windows 7 Home Premium. Este incrível notebook ainda deve contar com uma bateria de 12 células, assim você vai poder jogar por um bom tempo sem precisar encontrar uma tomada.

O computador está em pré-venda no site da Dell do Canadá, assim quem comprar um agora, só deverá receber no começo de maio. Se você também é um verdadeiro fanático por jogos, já pode começar a juntar suas economias para adquirir um dos melhores notebooks do mercado, que promete muita diversão, apesar do preço salgado.

Fonte: techtudo.com.br

Mapa dos grandes vilões dos games de tiro

Publicado: 26/03/2011 por Eluan em Notícias
Tags:, ,

Quais são os países que mais contribuíram com a criação de bandidos para os games de tiro em primeira pessoa (FPS). A coisa mais incrível é ver como os EUA’s sofrem com o resto do mundo, como podem notar nem um vilão saiu do pais deles! Coitados, deus abençoe a América…

 

 

Fonte: uhull / kotaku

Crysis 2 chega no dia 7 Abril ao Brasil

Publicado: 26/03/2011 por __PiTy em Notícias
Tags:, ,

“Crysis 2”, continuação do jogo de tiro de 2007 que revolucionou os gráficos para PC, foi lançado hoje nos EUA e chega ao Brasil no dia 7 de Abril. O jogo já ganhou notas acima de 90 de críticos internacionais, incluindo a Official Xbox Magazine inglesa e PC Action alemã, que o definiu como “um jogo de tiro bombástico com ótimos gráficos, inimigos inteligentes e multiplayer empolgante”

crysis1


“Crysis 2” é ambientado em uma Nova York pós-apocalíptica no ano de 2023. A cidade sofre com desastres climáticos e uma epidemia que arrasou com grande parte da população. Os aliens voltaram e infestaram as ruas. A história é obra de Richard Morgan, premiado autor de ficção científica.O grande destaque desta nova edição são os modos para vários jogadores. Serão seis ao todo, que aproveitarão os 12 mapas na Nova York devastada, com diferentes estilos de jogabilidade.As cinco classes de soldados disponíveis para escolha propiciam diferentes estratégias de jogo, e os players receberão pontos de experiência com base em como usam a Nanosuit 2.0. Desta vez, além de aprimorar de forma estratégica a força, velocidade e outros atributos do herói, o equipamento poderá receber melhorias.O “Crysis” original ficou famoso por levar muitos computadores ao limite com seus gráficos muito à frente do tempo. Crysis 2 deve manter o visual de ponta e agora estará disponível também nos consoles Xbox 360 e PS3. Os gráficos fazem proveito da nova “Cry Engine 3”, que promete cenários ainda mais amplos e dinâmicos…
Crysis 2 contará com suporte à tecnologia 3D nativa, semelhante a usada em consoles, onde não há perda de performance. Lembrando que essa tecnologia não gera imagens 3D reais, mas sim uma imagem “simulando” 3D, sendo que por isso o efeito não é tão bom quanto ao efeito usando o 3D Vision da Nvidia.
O efeito 3D do game terá suporte para o 3D Vision, mas caso o usuário queira um 3D real, poderá usar o óculos da Nvidia como se usa em qualquer outro game, ativando via teclas de atalho e tendo queda de performance. É o preço à se pagar para ter um 3D mais realista, com controle de profundidade e convergência.

Fonte: http://www.gamevicio.com.br