Posts com Tag ‘Engenharia’

Image

Está em andamento na Unoesc em Joaçaba, a 4 ª Semana Acadêmica do curso de Engenharia da Computação.

Entre os dias 22 e 26 de outubro os acadêmicos da 2ª, 4ª, 6ª e 8ª fase estão podendo participar de palestras e no dia 27 terão opções de escolher mini cursos na área da Informática para participar.

Os principais organizadores desta semana, Professor Calixto e Professora Rogéria promovem o encontro entre os alunos e o aperfeiçoamento do conhecimento em assuntos específicos ministrados por grandes palestrantes. Desenvolvimento de Software, Sistemas Embarcados, Circuítos Integrados, Arduíno são alguns dos temas.

O evento está aberto ao público em geral.

Fonte: http://www.rbvradios.inf.br

mais informações em 01ti.com/semanadacomputacao 

 

 

 

Camisetas Personalizadas você encontra aqui! FRETE GRÁTIS

Camisetas Personalizadas você encontra aqui! FRETE GRÁTIS

Colaborador: Emanuel

Sou Foda – Engenharia – video

Publicado: 28/10/2011 por ॐ MZ.. em Engenharias, Humor, Videos
Tags:,

Fonte: http://www.naointendo.com.br

Colaborador Emanuel Roberto de Lima

http://www.insoonia.com

Sem Engenheiros Civis

Sem Engenheiros Aeronáuticos
Sem Engenheiros de Telecomunicações
Sem Engenheiros Eletrônicos

Sem Engenheiros Mecânicos
Sem Engenheiros da Computação
Sem nenhum tipo de engenheiro
Colaborador Alessandra Tonial

Edifício contará com auditório para 1000 pessoas, sala de ginástica, usina de energia e estacionamento subterrâneo, totalizando mais de 2.800.000 metros quadrados.

asdasda

De acordo com uma publicação no site da cidade de Cupertino, o projeto arquitetônico da nova sede da Apple está em fase final de criação. Conforme veiculado no informativo, o segundo campus da Maçã cobrirá um território de 175 acres – algo em torno de 708 mil metros quadrados – e seu design é futurista, lembrando muito um disco voador.
As instalações do futuro edifício da empresa contarão com auditório para mil pessoas (o que deve ser suficiente para os grandes eventos promovidos pela Apple), sala de ginástica, usina de energia e estacionamento subterrâneo.
No total, o empreendimento deverá possuir aproximadamente 2,8 milhões de metros quadrados de área utilizável, entre pavimentos de pesquisa e desenvolvimento, espaços de lazer, salas de conferências, entre outros ambientes.
Segundo o site do município, o projeto ainda precisa ter o seu impacto ambiental analisado, passando por algumas audiências públicas antes de ser oficialmente aprovado. O planejamento da Maçã é conseguir todas as liberações e documentações necessárias para o início das obras até o ano que vem.
O belíssimo prédio tem previsão para ficar pronto em 2015 e abrigará mais de 12 mil funcionários da empresa.

tecmundo.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

Colaborador: Futura Arquiteta Leandra

Ter facilidade com raciocínios lógicos, computação, física e matemática são bons motivos para levar um estudante a se interessar pela graduação em engenharia de controle e automação. O profissional da área trabalha na busca pela transformação de atividades manuais em automáticas em todos os tipos de empresas. Para isso, usa sistemas digitais, cria softwares, planeja como tudo será colocado em prática. Fica parte do tempo na linha de produção das fábricas e parte do tempo no escritório, onde desenvolve os projetos.

Wislann Alves dos Santos, de 30 anos, é engenheiro da empresa Radix, no Rio de Janeiro, que oferece serviços de engenharia e software. Formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), entrou na área antes da graduação, quando atuava como técnico em eletromecânica. “Conheci a área e gostei. Vi que a área é bem interessante, motivadora”, afirmou.

Atualmente trabalha no projeto de automatização da linha de produção de bobinas para a siderúrgica CSN. “Hoje o operador tem que ir às máquinas. Não tem integração da informação. Estamos desenvolvendo um sistema automático. Ele não vai mais precisar fazer uma inspeção visual”, disse.

Saber inglês é fundamental, de acordo com o engenheiro. “Os manuais, softwares, tudo está em inglês”, afirmou Santos.

Além de atuar na indústria, o engenheiro pode trabalhar no desenvolvimento de sistemas de segurança da informação para bancos. “Tenho muitos amigos que estão na área financeira”, disse Santos. A área é promissora para atuação no Brasil e no exterior.

Segundo o engenheiro, o mercado na área está aquecido em qualquer grande cidade, já que todas as indústrias conhecem o valor do profissional de automação. “As engenharias, em geral, estão em um momento muito bom e a área tem crescido muito”, afirmou.

Alan Diego Dantas Protásio, de 25 anos, trabalha na empresa há quatro meses. Formou-se em engenharia da computação com ênfase em automação na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Na faculdade, fez um trabalho de iniciação científica em que desenvolveu um projeto de automação de poços de petróleo para a Petrobras. “É legal ver a diferença da teoria com a prática. Aqui tenho contato com o cliente”, disse.

http://g1.globo.com/

Estudantes da 5ª fase do Curso de Engenharia da Computação da Unoesc Campus de Joaçaba participaram, em abril, do “Arduino Hack Day”, evento realizado nas instalações da V. OFFICE – empresa catarinense que atua em treinamento em diversas áreas de tecnologias por todo o país e, inclusive, no exterior – com a parceria da paulistana GlobalCode – empresa especializada em soluções educacionais.

O “Arduino Hack Day” foi baseado na plataforma Arduino, criada na Itália com o objetivo de fomentar a computação física. Segundo o coordenador do Curso de Engenharia da Computação, Daniel Calixto Fagonde Moraes, essa plataforma tem como conceito aumentar as formas de interação física entre pessoas e computadores.  “O projeto tem sido um sucesso e vem crescendo no mundo inteiro por ser um equipamento de baixo custo e fácil aprendizado”, afirma.

Durante as atividades práticas, os acadêmicos participantes do evento utilizaram os kits da ElétronLivre, que é uma iniciativa do grupo Globalcode voltada para produção de eletrônicos, robótica, open-source e inclusão digital avançada. Para o estudo da plataforma foram utilizadas portas digitais e analógicas plugando componentes como potenciômetro, motor DC, servo motor, transistor, relê e outros.

No final do curso os acadêmicos divididos em duplas, aplicaram os conceitos e conteúdos de software/hardware na criação de programas com o objetivo de participar da competição prática de transposição de obstáculos com o robô BR1, o qual foi criado pela GlobalCode / Elétron Livre, para treinamentos.

“Eventos como este são valiosos na contextualização da teoria com a pratica, além de ampliar os horizontes das possíveis aplicações, quebrando alguns paradigmas entre software e hardware”, destaca o coordenador do curso de Engenharia da Computação da Unoesc Campus de Joaçaba.

Fonte: unoesc.edu.br